Menu

Cliqu       Rádio Cidade Caraá
            Rádio Cidade Caraá  

Sexta-feira é dia de debater o futuro da educação

05 JUL 2018
05 de Julho de 2018
Na sexta-feira as escolas terão autonomia quanto ao horário de funcionamento, em função do jogo do Brasil - Foto: Arquivo
Professores da rede estadual terão um compromisso importante para o futuro da educação gaúcha  nesta sexta-feira (6). Pela manhã, em todas as 2.539 instituições de ensino do Estado, acontece o segundo Dia D da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O evento mobiliza mais de 66 mil professores para debater as competências e normativas da Nova Base, além da construção do Referencial Curricular Gaúcho, que terá, entre sexta (6) e terça-feira (10) a sua plataforma digital aberta novamente para sugestões.
 
Durante a manhã, portanto, não haverá aulas e o expediente será interno para os educadores. Na parte da tarde, em função do jogo do Brasil pela Copa do Mundo, as escolas terão autonomia quanto ao horário de funcionamento.

O secretário de Educação, Ronald Krummenauer, destaca que a implementação da nova Base, juntamente com a construção do Referencial Curricular Gaúcho, é uma grande oportunidade para que o país siga por um caminho diferente na qualidade de sua educação. “O mercado de trabalho do século 21 é muito diferente do século 20. Está mais do que na hora de darmos um rumo diferente daquele modelo que tínhamos como referência”, explica.
 
De acordo com a diretora do Departamento Pedagógico da Seduc, Sônia Rosa, o período de contribuição dos professores, na plataforma digital do Referencial Curricular Gaúcho, se encerrou no dia 30 de maio. Entretanto, entre a sexta e a terça-feira, a plataforma estará disponível novamente para que os professores façam uma reflexão coletiva sobre o tema. “Teremos um segundo dia de mobilização que vai aprimorar as contribuições que já foram destacadas. É muito importante que todos participem deste processo, que norteará os currículos das escolas estaduais, municipais e privadas a partir de 2019”, explica.
 
Referencial Curricular Gaúcho
 
Para criar uma base comum curricular integrada entre as redes municipal, estadual e privada, a Secretaria da Educação (Seduc), por meio do Departamento Pedagógico, está buscando junto à União Nacional dos Dirigentes Municipais da Educação (Undime) e o Sindicato do Ensino Privado no Rio Grande do Sul (Sinepe/RS), a criação do Referencial Curricular Gaúcho. Com previsão de consolidação ainda em 2018 e implantação em 2019, o novo projeto visa a somar temáticas regionais como história, cultura e diversidade étnico-racial, de forma complementar à Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
 
Texto: Diego da Costa/ Ascom Seduc
Edição: Léa Aragón/ Secom
Voltar


Rádio Católica
Rua canto do meio, 150 - Caraá, RS - Brasil
cep: 95515-000

Tenha também o seu site. É grátis!