Menu

Cliqu       Rádio Cidade Caraá
            Rádio Cidade Caraá  

Cientista político sobre concessões de sindicatos: "PF ataca um dos pontos que sempre foi caixa preta na política"

06 JUL 2018
06 de Julho de 2018
O Supremo Tribunal Federal afastou o ministro do Trabalho, Helton Yomura, do cargo, nesta quinta-feira (5), após nova fase da operação Registro Espúrio, da Polícia Federal. A PF investiga uma organização criminosa que atuava na concessão fraudulenta de registros sindicais no Ministério do Trabalho.

Nesta quinta, a PF cumpriu 10 mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária, expedidos pelo STF, em Brasília e no Rio de Janeiro.

Segundo informações da Procuradoria-Geral da República, os investigados utilizavam rotineiramente os cargos para viabilizar a atuação desta organização criminosa e para solicitar tratamento privilegiado a processos de registros sindicais.

Para o cientista político Valdir Pucci, o Brasil é o país que tem mais sindicatos no mundo e, agora, esta operação vai atacar um dos pontos que, segundo ele, sempre foi uma caixa preta na história da política brasileira, que é a concessão de sindicatos.

“Estes sindicatos, na verdade, eram utilizados como fachadas para recebimento de recursos que o ministério dava à estes sindicatos e envolve diretamente a figura hoje do ministério interino do Trabalho, dentro desta perspectiva de conceder autorização para funcionamento de sindicatos em troca de recursos”.

Por meio de uma nota, o advogado do ministro, César Caputo Guimarães, afirmou que, em função das investigações, o ministro está suspenso de suas funções no ministério e todas as medidas jurídicas cabíveis estão sendo adotadas para reverter tal medida, que foi determinada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

O cientista político Valdir Pucci ressalta ainda que a tendência é que o comando da pasta permaneça nas mãos do PTB.

“Todos os governos, desde a redemocratização, sempre deram o comando desta pasta à este partido e isso sempre acabou envolvendo problemas. Na verdade, o Mensalão começa com uma denúncia diretamente também envolvendo o Ministério do Trabalho e o PTB. Então, o quê que vai acontecer com o ministério? A tendência atual é que ele, infelizmente, permaneça nas mãos do PTB, sendo uma nova indicação feita pelo partido para o presidente Temer.”

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, ressaltou que vai apoiar às investigações e se houve irregularidade na pasta, caberá aos responsáveis responder à Justiça por seus atos. Por meio de nota, ele disse que a Executiva Nacional do PTB coloca o Ministério do Trabalho à disposição do governo Michel Temer.

Reportagem, Cintia Moreira
Voltar


Rádio Católica
Rua canto do meio, 150 - Caraá, RS - Brasil
cep: 95515-000

Tenha também o seu site. É grátis!