Menu

Cliqu       Rádio Cidade Caraá
            Rádio Cidade Caraá  

Atlas da Violência 2018: Brasil tem taxa de homicídio 30 vezes maior do que a Europa

01 AGO 2018
01 de Agosto de 2018
Segundo dados do Atlas da Violência de 2018, estudo realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP), o Brasil tem uma média de 60 mil homicídios por ano.

Os dados são de 2016, quando o Brasil atingiu a marca histórica de 62.517 homicídios no ano, o que colocou o país em um patamar 30 vezes maior que o da Europa.

Já na última década, 553 mil brasileiros perderam suas vidas devido à violência intencional, valor que dá um total de 153 mortes por dia.

Os dados mais alarmantes foram registrados nas regiões Norte e Nordeste, onde se situam as sete unidades da federal com maiores taxas de homicídio por 100 mil habitantes, são eles: Sergipe (64,7), Alagoas (54,2), Rio Grande do Norte (53,4), Pará (50,8), Amapá (48,7), Pernambuco (47,3) e Bahia (46,9).

Para o especialista em segurança pública e doutor em sociologia, Luís Sapori, é necessário amadurecer a ideia de que é necessário sim reprimir o crime, mas também é essencial prevenir crimes.

“O Brasil precisa de um grande plano nacional de prevenção social a violência, não adianta apenas reprimir o crime, é fundamental prevenir o crime, evitando que adolescentes das periferias urbanas sejam optados principalmente pelo tráfico de drogas. E a melhor maneira de fazer isso é através de projetos sociais, educacionais, principalmente esportivos, culturais e artísticos”.

Em ano eleitoral, o tema da violência é presente no discurso dos aspirantes ao Planalto. Ao ser questionado sobre como melhorar a segurança pública, e diminuir os índices de violência nos estados brasileiros, Henrique Meirelles, pré-candidato pelo MDB, por exemplo, declarou que é necessário ter uma polícia equipada e preparada, e utilizar a tecnologia como aliada contra a violência.

“Equipamento das policias aumento do número de policiais e de fato uma ação vigorosa das forças de seguranças de todas as cidades. Juntamente com um sistema de informações e, também, com o policiamento de fronteiras e todo mais. Em resumo é um conjunto de ações do Estado visando garanti a segurança de todos.”

Para Ciro Gomes, candidato a presidência pelo PDT, defende o investimento em tecnologia e inteligência.

Já para o candidato Jair Bolsonaro (PSL), a solução da segurança pública no Brasil é mais radical, com a liberação de armas para a população.

Ainda segundo o Ipea, o número de homicídios equivalem a queda de um Boieng 737 lotado diariamente, e supera alguns países em guerra, como por exemplo a Síria.

 

Reportagem, Andressa Ribeiro.
Voltar


Rádio Católica
Rua canto do meio, 150 - Caraá, RS - Brasil
cep: 95515-000

Tenha também o seu site. É grátis!